top of page

Liderar é, também, cuidar do que os outros sentem

Os Líderes preferem comunicar as boas notícias e não as más notícias. Fogem, porque valorizam a motivação das pessoas e fazem de tudo para evitar criar insegurança e desmotivação no seu clima organizacional.



Cuidar das pessoas, quando comunicamos, é cuidar do que elas possam sentir.

Todos nós já vivemos situações onde nos deram boas notícias onde criámos filmes com finais felizes, dentro de cada um de nós. Também todos nós lidámos com notícias menos boas e também todos nós já criámos filmes de terror dentro de cada um.


A grande diferença será sempre como termina a história que nos é contada.

No caso das notícias menos boas, podem passar a ser vistas de forma mais construtiva/positiva se a seguir à notícia nos ajudarem a encontrar uma forma de ultrapassar a dor que aquele filme pode gerar dentro de cada um.

Encontrar soluções, planos, métodos, formas de saída, apresentadas ou co-construídas, que possam contribuir para quem recebe uma notícias menos boa se possa sentir mais segura com a forma como irá viver a dor.


Estes comportamentos contribuem significativamente para uma cultura onde todos cuidam uns dos outros e onde vale a pena viver.

34 visualizações0 comentário
bottom of page