5 Regras para uma liderança Inspiradora

Atualizado: 31 de mar.




Quando assumimos o nosso papel na liderança de pessoas, assumimos também a responsabilidade de inspirar, motivar e preparar os “nossos” para juntos, alcançarmos o que nunca ninguém antes alcançou. Queremos marcar a vida das pessoas. Queremos construir um clima organizacional onde todos se sentem fortes e motivados para enfrentar os desafios que, naturalmente, irão aparecer. Nesse caminho, existem algumas regras que são os pilares na nossa caminhada. Não são as únicas, mas são aquelas que, se formos determinados e consistentes, podem levar-nos onde ainda poucos chegaram.



1 - Encontra o teu propósito! Não apenas a tua paixão.

Uma das mais importantes regras para nos sentirmos orientados, tranquilos e energizados no nosso caminho como líderes é saber a diferença entre paixão e inspiração. Todos nos queremos sentir felizes e motivados no caminho que fazemos, mas por vezes confundimos a inspiração com a motivação. O que gostamos de fazer conecta-nos com a paixão, com o gozo de fazer algo, são os objetivos de curto prazo. Se falarmos em inspiração já estamos a falar de algo que nos move, algo que nos chama para um local que ainda não conhecemos, mas onde queremos viver, normalmente a longo prazo. Tem que ser maior que nós próprios.

Esta é uma citação que me acompanha, nos meus pensamentos, faz algum tempo “Se não sabes para onde vais, qualquer sítio serve!”. O caminho torna-se mais fácil quando sabemos onde queremos chegar. É no destino que construímos a energia de um caminho.

2 - Vai atrás do que queres! Mas não impeças os que te acompanham de irem atrás do que eles querem.

O líder inspirador não empurra, não puxa, não manipula. O líder inspirador é aquele que cria, mobiliza e sabe orientar os seus seguidores. Nesse caminho, rumo a um propósito que deve ser comum. Os que o seguem também vivem, ou querem encontrar, significados individuais. É por isso fundamental ajudar os que nos acompanham a continuarem empenhados e mobilizados nos seus caminhos de propósito, pois só assim garantimos que a sua motivação interior estará suficientemente calibrada para que possam contribuir para um caminho onde todos se sentem realizados contribuindo para o caminho uns dos outros. Ajudar alguém a seguir o seu caminho, diferente do nosso, é construir um mundo de confiança e segurança onde todos sentem que não perdem tempo, porque todos ganham e crescem enquanto estiverem juntos.

3 - Por vezes o problema somos nós! Culpar sempre os outros não é a solução. O problema podes ser tu!

Construir um ambiente onde a humildade se vive a 100%, é construir as fundações de um lugar onde não existem erros, mas sim oportunidades de crescimento. Ver as pequenas aprendizagens como grandes passos para chegarmos mais fortes foi, e será sempre, o ambiente seguro e confiante, para crescer como indivíduos e como uma equipa. Apontar o dedo é uma forma de desconstrução de valores e de desviar a atenção para o que é realmente importante ultrapassar. Assumir a responsabilidade do que fazemos como equipa, para cada um de nós, é construir um mundo onde todos representamos o que cada um faz, sem julgamentos, sem incentivar a frustração. Pensar onde podemos fazer melhor da próxima vez, o que aprendemos hoje, são pequenos, mas poderosos hábitos que transformam pessoas e organizações. Neste caminho não há exceções para ninguém, mas sim exemplos para espelhar. Lembre-se, os melhores exemplos a seguir, normalmente vêm de “cima”.


4 - Cuida dos outros para eles cuidarem de ti! Se achas que, por lhes pagares, eles têm a obrigação, também, de cuidar do que é teu, podes ficar desiludido.


Muitas vezes oiço Líderes a tratarem os elementos da sua equipa por “os meus funcionários”. Na maioria das vezes nem temos consciência da forma como estamos a condicionar a nossa forma de liderar e desenvolver a nossa equipa.

As pessoas que nos acompanham são, antes de qualquer outra coisa, Seres Humanos, não são Seres que “Funcionam”. O que funciona são as máquinas. Essas sim “funcionam” e comportam-se sempre da mesma forma e atuam como esperamos todos os dias. As máquinas vieram trazer ao nosso mundo os automatismos que necessitamos para não condicionar os seres humanos a crescer de forma natural. O Ser Humano é exatamente isso, um Ser que tem a capacidade de imaginar, criar, adaptar, crescer, amar e viver uma parte emocional que nenhuma máquina terá a capacidade um dia de sentir. Foi o Ser Humano que criou a máquina com a sua criatividade e com as suas imperfeições. As máquinas têm uma função que desempenham numa organização, mas falham e avariam. Tal e qual como o ser humano. Quando estamos cansados também “avariamos” e necessitamos de nos recompor para voltarmos a estar no nosso melhor para cuidar dos sistemas que vamos criando e aprimorando. Temos que “criar espaço” para as pessoas se recomporem ou, preferencialmente, criar um ambiente onde respeitamos as emoções e fadigas. Temos que criar espaço para cuidar das emoções. Temos que cuidar uns dos outros para que os outros possam conseguir cuidar do que é nosso.


5 - Aprende a ser o último a falar! Se falares antes podes estar a perder o talento que tens à tua volta.


Líder é aquele que cria novos líderes! Neste caminho onde o nosso papel é antecipar problemas, encontrando soluções que facilitem, ou não comprometam, o nosso caminho rumo ao nosso propósito, por vezes, confundimos o nosso papel de orientadores com o nosso papel de “salvadores da pátria”. Como líderes devemos facilitar a troca de conhecimento entre as nossas equipas, devemos ouvir e preparar as nossas equipas para encontrarem soluções para os problemas que eles próprios vão ter que lidar. Se entregamos sempre as soluções condicionamos a capacidade dos “nossos” para se desenvolverem e serem confiantes na tomada de decisões. Assumir o nosso papel de liderança é também assumir que confiamos em nós próprios para dar oportunidade a outros de liderar a tomada das suas próprias decisões. Escutar todos, incentivar a reflexão, com mais perguntas que afirmações, antes de tomar decisões, pode dar origem às soluções por parte da nossa equipa antes mesmo de sermos nós decidir. Quando temos um grupo de pessoas que cria as suas próprias soluções, contruímos uma equipa muito mais comprometida e preparada para o sucesso das mesmas.


#liderancainspiradora #liderança #climaorganizacional #motivacaodeequipas #equipas #pedromalaca #inspiracaoequipas

59 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo